terça, 10 julho 2012 08:00

Ervas Aromáticas

Escrito por Nutricionista

As ervas aromáticas podem ser plantadas ou semeadas em qualquer espaço, em vaso ou em canteiro, e o seu uso é essencialmente para substituir o sal. Use-as frequentemente para realçar o sabor dos alimentos.

 

Nome

Imagem

Aromas

Partes utilizadas

Na cozinha

Alecrim

Alecrim

Fortemente aromático, quente e apimentado

Folhas, caules, flores.

Carnes, peixe, aves, grelhados.

Coentros

Coentros

Quente e muito aromático, com um travo a laranja (semente)

Folhas, sementes, sumidades floridas

Típica a acompanhar pratos de gastronomia mediterrânica.

Hortelã-vulgar

Hortelã-vulgar

Adocicado e refrescante

Planta inteira

Sopas, saladas, molhos, carnes, peixes, doces à base de chocolate e de limão.

Manjericão

Manjericão

Sabor quente e apimentado

Toda a planta

Saladas, molhos, azeites vinagres, massas, tomate.

Loureiro

Loureiro

Doce e balsâmico

Folhas (frescas e secas)

Libertam o sabor devagar, usadas em caldos, molhos, sopas, marinadas, assados

Orégãos

 Oregãos

Sabor forte e apimentado

Folhas (frescas e secas) e sumidades floridas

Universal (massas, pizzas, saladas, carne grelhada); o seu sabor intensifica-se com a cozedura.

Salsa

Salsa

Ligeiramente picante, com um toque de anis e limão, o seu sabor é forte

Folhas frescas, raízes, sementes

 

Aromatiza uma série de produtos alimentares e faz parte da tradicional cozinha portuguesa.

 

Salva

Salva

Suave

Folhas, sumidades floridas

Carnes gordas, enchidos, vitela, saladas e molhos à base de tomate.

Tomilho

Tomilho

Forte

Planta inteira

Pratos de carne. Óptimo aliado da cebola, alho e tomate.