Pe José Antunes

sexta, 30 junho 2017 17:31

Ordenação diaconal

No próximo dia 9 de Julho, às 15:30, na Cripta do Sameiro será ordenado diácono permanente o nosso amigo José António Magalhães da Silva. Depois de alguns anos de preparação na Faculdade de Teologia de Braga, de encontros com os responsáveis diocesanos está a chegar ao dia da sua ordenação. É para nós, Unidade Pastoral de São Sebastião e São Paio, motivo de grande alegria. Por esse motivo vamos estar presentes no Sameiro para , desde a primeira hora, acompanhar o "Zé" nesta missão de serviço à Igreja que ele escolheu.

Depois de uma caminhada cristã, pertencendo aos Convívios Fraternos, sendo catequista, fazendo parte dos orgãos sociais do Patronato de São Sebastião contraiu matrimónio com a Rosário Ferreira e têm dois filhos: o Diogo e a Mariana. Vive em Creixomil mas a sua vida em comunidade foi sempre aqui em São Sebastião, onde nasceu.Damos-lhe os parabéns e invocamos a benção de Deus para o seu ministério.

Ele pode baptizar, abençoar matrimónios, levar o viático aos doentes, presidir funerais, mas não é um padre. Qual é a diferença, então?

O ministério eclesiástico, que é o ministério dos homens dedicados ao serviço de Deus, compreende três diferentes graus do sacramento da ordem sacerdotal: os bispos, os sacerdotes e os diáconos. Dois destes graus participam ministerialmente do sacerdócio de Cristo: a ordem episcopal, correspondente aos bispos, e a ordem do presbiterado, correspondente aos padres.
 
A ordem do diaconado, segundo o Catecismo da Igreja Católica (n. 1554), destina-se a ajudar e a servir os bispos e presbíteros. Por isso, o termo "sacerdote" designa os bispos e presbíteros, mas não os diáconos.
 
No entanto, a doutrina católica estabelece que o grau de diaconado é um grau de serviço, estabelecido desde a época dos apóstolos, como testemunham os Actos dos Apóstolos e a Carta de São Paulo a Timóteo:
 
"Naqueles dias, como crescesse o número dos discípulos, houve queixas dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas teriam sido negligenciadas na distribuição diária. Por isso, os Doze convocaram uma reunião dos discípulos e disseram: Não é razoável que abandonemos a palavra de Deus, para administrar. Portanto, irmãos, escolhei dentre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais encarregaremos este ofício. Nós atenderemos sem cessar à oração e ao ministério da palavra. Este parecer agradou a toda a reunião. Escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo; Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas e Nicolau, prosélito de Antioquia. Apresentaram-nos aos apóstolos, e estes, orando, impuseram-lhes as mãos." (Actos 6, 1-6)
 
"Do mesmo modo, os diáconos sejam honestos, não de duas atitudes nem propensos ao excesso da bebida e ao espírito de lucro; que guardem o mistério da fé numa consciência pura. Antes de poderem exercer o seu ministério, sejam provados para que se tenha certeza de que são irrepreensíveis." (I Timóteo 3, 8-10)
 
Diakonia é a palavra grega que define a função dos diáconos. Esta palavra significa serviço, e é de tanta importância para a Igreja, que se confere por um acto sacramental chamado "ordenação", ou seja, pelo sacramento da Ordem.
 
Santo Inácio de Antioquia comentou a importância dos diáconos: "Que todos reverenciem os diáconos como Jesus Cristo, como também o bispo, que é imagem do Pai, e os presbíteros, como o senado de Deus e como a assembleia dos apóstolos: sem eles, não se pode falar de Igreja" (Trall. 3, 1).
 
Mas qual é o serviço que os diáconos prestam à Igreja?
 
"Os diáconos participam de modo especial na missão e na graça de Cristo. O sacramento da Ordem marca-os com um selo ('caráter') que ninguém pode fazer desaparecer e que os configura com Cristo, que se fez 'diácono', isto é, o servo de todos. Entre outros serviços, pertence aos diáconos assistir o bispo e os sacerdotes na celebração dos divinos mistérios, sobretudo da Eucaristia, distribuí-la, assistir ao Matrimônio e abençoá-lo, proclamar o Evangelho e pregar, presidir aos funerais e consagrar-se aos diversos serviços da caridade." (Catecismo da Igreja Católica, 1570)
 
Entendido desta maneira, o diaconado não é somente um passo intermediário rumo ao sacerdócio, mas oferece à Igreja a possibilidade de contar com uma pessoa de grande ajuda para as tarefas pastorais e ministeriais.
 
Um diácono pode baptizar, abençoar matrimónios, assistir os enfermos com o viático, celebrar a Liturgia da Palavra, pregar, evangelizar e catequizar.
 
Porém, não pode, ao contrário do sacerdote, celebrar o sacramento da Eucaristia (Missa), confessar nem administrar a unção dos enfermos.
 
Com tudo o que ele pode fazer, sua ajuda é importantíssima, especialmente na época actual, na qual faltam tantas pessoas para ajudar os padres em suas tarefas.
 
Como no caso dos sacerdotes, somente homens baptizados recebem validamente a sagrada ordenação para ser diáconos. E isso é assim porque Jesus escolheu homens para formar o colégio dos 12 apóstolos.
 
No entanto, há uma diferença muito importante entre diáconos e sacerdotes.
 
Enquanto os sacerdotes ordenados da Igreja latina são geralmente escolhidos entre homens crentes que vivem como celibatários, ou seja, que não se casam e que têm o propósito de guardar o celibato pelo Reino dos Céus, os diáconos podem casar-se.
 
Este diaconado permanente é um enriquecimento importante para a missão da Igreja.
 
Desde o Concílio Vaticano II, a Igreja latina restabeleceu o diaconado como um grau particular dentro da hierarquia, enquanto as Igrejas do Oriente sempre o mantiveram assim.
 
Dessa forma, os homens casados que se dedicam a ajudar a Igreja por meio da vida litúrgica, pastoral ou nas obras sociais e caritativas podem se fortalecer recebendo a ordem do diaconado, unindo-se mais intimamente ao altar, para cumprir seu ministério com maior eficácia, por meio da graça sacramental do diaconado.
 
Assim, a Igreja Católica, como na parábola do homem que tira algo novo e velho do seu tesouro, está sempre oferecendo formas novas de entrega em sua tarefa de ajudar a humanidade inteira.

O senhor Arcebispo Primaz celebra as bodas de ouro sacerdotais neste mês de Julho.

Assim de 9 a 16 de Julho há um conjunto de actividades para que cada um possa participar, de acordo com as possibilidades e com a missão que exerce na comunidade.

Então, aqui vai o programa para que cada um de nós possa organizar-se e participar.

Dia 9 de Julho

Ordenações diaconais (será ordenado diácono permanente o José António Magalhães da Silva, membro da nossa comunidade)

Local-Cripta do Sameiro, 15h30

10 de Julho

Destinatários: Clero e consagrados

Local-Auditório Vita

09:45-Momento musical

10:00-Laudes

10:20-Espiritualidade sacerdotal

11:15-intervalo

11:30- Debate sobre o DNA do clero e futuro da Arquidiocese

13:00-Almoço

15:00-Espiritualidade dos consagrados

17:00-Lanche

11 de Julho-Destinatários: Conselhos económicos

Local-Cripta do Sameiro

21:15-Perspectiva biblica sobre a caridade e uso dos bens

22:00-Aspectos práticos para os conselhos económicos

12 de Julho-Destinatários:movimentos eclesiais

Local-Auditório Vita

21:15-Painel de testemunhos sobre os movimentos na Igreja

13 de Julho-Destinatários:Ministérios laicais

Local:Auditório Vita

21:15-Introdução sobre "Ministérios e novas ministerialidades"

22:00-Debate

14 de Julho- Destinatários:Bispos, sacerdotes, cristãos, entidades civis e militares

Local- Sé Catedral

18:00-Pontifical

19:30-Sessão solene

20:00-Jantar no Seminário Conciliar

21:30-Concerto na Sé Catedral pelo Spirit Alive

16 de Julho- Ordenações presbiterais

Local-Cripta do Sameiro

Hora:15:30

 

quinta, 04 maio 2017 09:39

Uma semana com Maria

 

A  catequese paroquial da Unidade pastoral de São Paio e São Sebastião, como todos os anos acontece mas este por excelência, porque comemoramos o centenário das aparições de Nossa Senhora em Fátima, vai celebrar uma semana com Maria, que decorre de 5 de Maio a 11 de Maio.

Consiste em que os catequizandos na sua hora de catequese se dirijam à Igreja de São Sebastião para, às 19h00, rezar o terço a Nossa Senhora.

No dia 22 de Abril fomos em peregrinação ao Santuário de Fátima com as crianças que quiseram participar e familias. Ficamos dentro do que é a mensagem de Fátima para nós hoje e fomos desafiados a rezar o terço todos os dias

Daí, o convite a que ninguém falte a esta oração

Fiquemos com  as promessas feitas por Maria a todos nós:

1. A todos os que rezarem meu Rosário com devoção, prometo minha proteção especial e grandíssimas graças.

2. Aquele que perseverar na oração de meu Rosário receberá uma graça insigne.

3. O Rosário será uma defesa poderosíssima contra o inferno; destruirá os vícios, libertará do pecado, dissipará as heresias.

4. O Rosário fará florescerem as virtudes e as boas obras, e obterá para as almas a mais abundante misericórdia divina; fará que nos corações o amor ao mundo seja substituído pelo amor a Deus, elevando-os ao desejo dos bens celestes e eternos. Quantas almas se santificarão com esse meio!

5. Quem se confia a mim por meio do Rosário não perecerá.

6. Quem rezar meu Rosário com devoção, meditando seus mistérios, não será oprimido pela desgraça. Pecador, se converterá; justo, crescerá em graças e se tornará digno da vida eterna.

7. Os verdadeiros devotos de meu Rosário não morrerão sem os Sacramentos da Igreja.

8. Aqueles que rezam meu Rosário encontrarão durante sua vida e em sua morte a luz de Deus e a plenitude de suas graças, e participarão dos méritos dos bem-aventurados.

9. Libertarei muito prontamente do purgatório as almas devotadas a meu Rosário.

10. Os verdadeiros filhos de meu Rosário gozarão de uma grande glória no céu.

11. O que pedirem por meio de meu Rosário, obterão.

12. Aqueles que defenderem meu Rosário serão socorridos por mim em todas as suas necessidades.

13. Obtive de meu Filho que todos os membros da Irmandade do Rosário tenham por irmãos, durante a vida e na hora da morte, os santos do céu.

14. Aqueles que rezarem fielmente meu Rosário serão todos meus filhos amantíssimos, irmãos e irmãs de Jesus Cristo.

15. A devoção a meu Rosário é um grande sinal de predestinação.

Nossa Senhora conta contigo. Não faltes!

quinta, 13 abril 2017 21:10

Compasso Pascal

As equipas dos Compassos Pascais vão às nossas casas para anunciar a grande alegria da Ressurreição de Cristo.

Ao jeito daquelas mulheres que foram ao sepulcro, de manhãzinha, e sendo confrontadas com a realidade de Cristo ter ressuscitado partiram imediatamente e foram anunciar a grande verdade da nossa fé:-CRISTO ESTÁ VIVO!- também as equipas pascais vão anunciar a mesma verdade.

Saibamos acolher quem vai em nome da comunidade e sinalizemos as entradas da nossa casa com ramos e flores e vamos ao encontro de quem chega porque quem vai, vai por bem!

Santa Páscoa! Vivamos em alegria porque Cristo está vivo! Ele está no meio de nós!

terça, 11 abril 2017 14:29

Compassos Pascais de São Paio - 2017

Compassos Pascais 2017

Aqui vão as Equipas do Compasso Pascal que irão a nossas casas anunciar a grande noticia: Cristo está vivo. Está no meio de nós. Ele venceu a morte.

Vamos em festa e esperamos, do mesmo modo, ser recebidos em festa. Como cristãos não há outra maneira de nos relacionarmos. Vamos em nome da comunidade levar a grande noticia: a Ressurreição do Senhor. 

No fim da missa das 8h00 os Compassos sairão pelos trajectos abaixo indicados. Como é evidente, no caso de haver algum engano (o que é natural acontecer) esperamos a melhor compreensão por parte de todos. Peço atenção a atenção para alguns pequenas alterações de alguns compassos. 

Aqui vão os trajectos bem como as Equipas que compõem os Compassos:

Cruz 1- Rua D.João I, Rua Paio Galvão, Rua Gil Vicente, Rua Francisco Agra, Praça Herois da Fundação

Ministro- José António Baptista

Cruz-Mauro Viana

Caldeira- Sr.Álvaro

Pasta-Jaime Filipe

Santinhos, Campaínhas e rebuçados-Diana, José Miguel, Berto e Marco(gémeos), Jerónimo, Maria Luisa e irmã(filhas do Filipe)Jerónimo

 

Cruz 2-Toural, Porta da Vila, Travessa da Arrochela, Largo da Feira do Pão e ruas vizinhas, Toural, Rua de Santo António, Avenida Duarte Pacheco, Picoto, Praça Herois da Fundação

Ministro-Carvalho Martins

Cruz-Sr.Lopes

Pasta- Abreu

Caldeira-João Nuno

Rebuçados, Santinhos e Campaínha- Ana, João Nuno e Raquel(prima), Rita e Diogo

 

Cruz 3- Avenida Conde Margaride(lado do antigo mercado), Avenida Conde Margaride(lado da Antiga Fàbrica Pátria), Avenida de Londres(lado esquerdo), Rua Manuel Saraiva Brandão(lado direito), Praça Herois da Fundação, Rua João de Meira, Rua João XXI

Ministro-José Veiga

Cruz-Eduardo Rafael

Caldeira-Rita e Fernanda Moreira

Pasta-Pinto

Santinhos, rebuçados e Campaínha-neto da Fatinha(Zeca e Cátia), Gabriela, Mafalda, João Nuno (filho do Vicente)

 

Cruz 4-Rua de São Gonçalo, Avenida de Londres(lado direito), Rua Manuel Saraiva Brandão(lado esquedrdo), Rua João de Meira,  Praça Herois da Fundação

Ministro-Rita Castelo

Cruz-José Augusto

Caldeira-Henrique

Pasta-João Santos

Rebuçados, Campainha e rebuçados-Inês, Cátia, Sr. Almeida, irmã do Mauro Viana

No fim  da Visita Pascal, pelas 11h30 concentramo-nos na Praça Herois da Fundação e vimos em Cortejo até à Igreja paroquial de São Paio.

Durante o Cortejo integremo-nos no mesmo cantando, louvando Jesus, o Ressuscitado.

Às 12h00 teremos a Eucaristia na Igreja paroquial de São Paio.

ATENÇÃO: O Convivio de todos os elementos dos Compassos é no dia 21 de Abril. Pelas 19h30 encontramo-nos no Patronato de São Sebastião.