quinta, 30 novembro 2017 14:49

Caminhada de Advento

Escrito por

 

Resultado de imagem para estrela

Fazer brilhar a estrela do amor na casa da Igreja e da Família

Tendo como base:

Uma Igreja como casa de família (excerto da Carta Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa, Para o rosto missionário da Igreja em Portugal) e a conclusão da homilia do Papa Francisco em Fátima, no passado dia 13 de Maio, em que se propunham seis características de uma Igreja que brilha” quando é missionária, acolhedora, livre, fiel, pobre de meios e rica no amor.

Uma casa de família e o rosto da Igreja que brilha são duas imagens que podemos associar à casa e à Estrela do Presépio de Belém, meta da nossa caminhada.

A ideia fundamental é fazer brilhar a Estrela do Amor na Igreja (a grande família), na família(Igreja doméstica) e nas comunidades cristãs, chamadas a crescer como família de famílias.

Propõe-se um movimento de saída, rumo ao presépio, onde , na simplicidade de uma casa de periferia, entre uma mãe e um pai, cheios de fé e de amor brilha uma Estrela Maior, Jesus Cristo, o verdadeiro Sol Nascente.

Prestar atenção particular ao simbolo da estrela.

Estrela que brilha numa casa( presépio de Belém). Onde se fixa a estrela e se encontram o Menino, Maria e José, nessa verdadeira casa de família irradia também uma missão, para cada família e para a igreja inteira”o rosto belo e jovem  da Igreja, que brilha quando é missionária, acolhedora, livre, fiel, pobre de meios e rica no amor”.

No inicio do Advento erga-se bem alto, no presépio a Estrela onde podemos escrever cada semana uma das características do rosto belo e jovem da Igreja e da família.

Sugere-se também um par de pegadas, simbolizando o caminho rumo ao Natal e após o Natal o regresso por outro caminho à nossa vida.

Dentro desta ideia das pegadas está o sapatinho, como símbolo das prendas de Natal e daí que seja criado uma “pé de meia”(em casa e na Igreja) onde, semana a semana, em família e em comunidade, se partilhem os bens necessários, a repartir por pessoas necessitadas através da Conferência Vicentina.

Também às portas da Igreja vamos colocar recipientes para depósito dos bens partilhados. E aqui temos a ligação entre Eucaristia e a caridade, através da valorização da nossa oferta, como expressão de partilha.

A recolha dos bens e dinheiro das crianças será na Eucaristia de Natal para as crianças , no dia 17 de Dezembro, às 10:00, na Igreja de São Paio.