Preparação do Matrimónio

O casamento não é simplesmente um contrato, é principalmente uma união: de sentimentos, de vontades, de paixões. O amor entre o homem e a mulher no matrimónio é animado e sustentado por um dinamismo interior e incessante que leva a família à comunhão cada vez mais profunda e intensa, fundamento e alma da comunidade conjugal e familiar. O sacramento do matrimónio, que retoma e especifica a graça santificante do baptismo, é a fonte própria e o meio original de santificação para os esposos. Este amor tem a sua maneira própria de se exprimir e de se realizar. Por esta razão, os actos que realizam a união íntima e casta dos esposos são honestos e dignos e, se forem vividos de um modo verdadeiramente humano, significam e favorecem o Dom recíproco com que ambos se enriquecem mutuamente na alegria e na gratidão. A fecundidade é o fruto e o sinal deste amor conjugal, o testemunho vivo da plena doação recíproca dos esposos. O futuro do mundo e da Igreja passa através da família.

Organização do Processo do Casamento
Três meses antes (pelo menos) da data prevista para o casamento, é necessário dirigir-se à paróquia para dar a conhecer o projecto de casamento e organizar o processo. Serão atendidos pelo pároco, que irá tratar do processo convosco.
É indispensável disporem-se a participar nos actos de preparação proxima e imediata para o casamento que lhes forem indicados pelo pároco, e informarem quais as actividades em que já tomaram parte ao longo do namoro e do noivado.
Para organizar o processo de casamento são necessários alguns documentos. Aquando da conversa com o pároco receberão as indicações necessárias tanto para a organização do processo religioso como do civil.
Para contactar directamente com o pároco deverão respeitar os horários do cartório.

Assuntos Práticos a ter em conta
Fotógrafos: Os noivos podem escolher o fotógrafo que desejam, contudo, este deve obedecer ás normas estabelecidas pela diocese.
Transferências de Casamento: Quando o Casamento é realizado numa paróquia exterior à paróquia de residência dos noivos, o processo de casamento deve ser transferido. Os noivos devem contactar a paróquia de residência da noiva, pois, o processo desenvolve-se com critérios específicos que devem ser respeitados.